Página anterior Próxima página

RELATÓRIO
ANUAL
2014

Gestão

Governança Corporativa

Os negócios da Liquigás são conduzidos dentro de sólida cultura organizacional, fundamentada nos princípios de transparência, equidade, ética e responsabilidade na gestão. A estrutura de governança corporativa incorpora questões de ordem social, ambiental e econômica visando a criação de valor para a sociedade, a sustentabilidade e a perenidade dos negócios.

Desde 2007 a companhia adota o Código de Ética do Sistema Petrobras. O documento reúne diretrizes, práticas e condutas a serem observadas por todo o quadro funcional em suas relações institucionais, principalmente no que se referem a questões éticas que envolvam sigilo profissional, responsabilidade pessoal, conflitos de interesse, dentre outros aspectos. Com o objetivo de manter uma relação de transparência e ética perante a sociedade, a companhia atua de forma proativa e sistemática em relação aos órgãos reguladores e ao público em geral.

Estrutura da Gestão

Apresentamos abaixo a estrutura de governança da Liquigás (passe o mouse sobre os + para saber mais sobre cada área de gestão).

+ + + + + Estrutura de Governança da Liquigás

Estrutura de Administração

Estrutura de Administração

Gestão Corporativa

A gestão da Liquigás é conduzida com vistas a assegurar a perenidade dos negócios da companhia e o seu crescimento sustentável, criando valor para acionistas e a sociedade. O modelo adotado compreende a ética nos negócios e um conjunto de ferramentas de gestão que se renova constantemente, buscando garantir um fluxo de criação de valor do ponto de vista econômico, social e ambiental.

A orientação dos negócios se dá a partir da visão de longo prazo (Plano Estratégico – PE), de médio prazo (Plano de Negócios e Gestão – PNG) e de curto prazo (Plano Anual de Negócios – PAN). Tais planos, elaborados de forma integrada ao Plano Estratégico da Petrobras, são periodicamente reavaliados e atualizados. Juntos, os planos visam proporcionar um direcionamento sólido, confiança e transparência nos negócios e na gestão, além do crescimento orgânico e sustentável da companhia.

A execução da gestão está alicerçada na convergência de entendimentos entre o Conselho de Administração, a Diretoria Executiva e os Comitês de Apoio. O monitoramento dos negócios é realizado nas reuniões semanais da Diretoria Executiva e nas reuniões regulares dos Comitês de apoio à gestão que contribuem para a execução da estratégia e para o alinhamento com as diretrizes estabelecidas.

Como exemplo do papel desempenhado pelos comitês, citamos o Comitê de Avaliação de Desempenho Empresarial (CADE), cuja tarefa é promover sistematicamente a análise crítica do desempenho e dos resultados, bem como ampliar, integrar e fortalecer o conhecimento gerencial, propiciando a geração de planos de ações corretivas para atingir as metas em alinhamento aos objetivos estratégicos da companhia. Em 2014 foi realizada a 100ª reunião do CADE.

Outra prática importante é o Diagnóstico de Gestão do Presidente (DGP), por sua vez permite reforçar tal alinhamento estratégico e acompanhar as atividades por meio de encontros entre a Presidência e cada uma das gerências da companhia. O DGP é uma reunião de discussão entre o Presidente e uma gerência, incluindo a força de trabalho. O Presidente expõe as metas e o direcionamento e a equipe tem total liberdade para fazer sugestões e críticas. Já foram realizados 33 diagnósticos que geraram 466 Oportunidades de Melhoria, das quais 442 já foram concluídas, cerca de 95%.

Visando ampliar o rigor no acompanhamento e no controle de seus dispêndios, desde 2013, a companhia mantém o Programa de Otimização de Custos Operacionais – Procop. O programa tem o objetivo de reforçar o modelo de gestão voltado para eficiência em custos, tanto nas áreas operacionais quanto nos processos de planejamento de forma complementar a metodologia Gestão Matricial de Despesas (GMD).

Modernas ferramentas de gestão são também utilizadas nos processos internos:

Sinpep – Sistema Integrado de Padronização Eletrônica da Petrobras, por meio do qual os padrões da Liquigás são criados, aprovados e consultados de forma automatizada e ágil;

Economic Value Added (EVA® – marca registrada da Stern Stewart & Co) – sigla em inglês para valor econômico adicionado, instrumento de gestão que indica se a empresa está criando valor a partir do capital investido.

Gerenciamento Matricial de Despesas (GMD) – ferramenta que permite a identificação e a utilização das melhores práticas e oportunidades de racionalização de gastos por meio de análises detalhadas. Busca o aperfeiçoamento do planejamento orçamentário das despesas operacionais, de modo que a companhia seja cada vez mais competitiva no mercado, em alinhamento às diretrizes traçadas no Planejamento Estratégico.

Adicionalmente, em 2014, a companhia seguiu o processo de evolução e aprimoramento de suas práticas de governança e controles internos. Um exemplo foi o desenvolvimento da ferramenta GRC-AC (Governance, Risk and Compliance – Access Control). O objetivo é aprimorar o controle sobre o sistema integrado de gestão para prevenir acessos não autorizados, mitigar riscos e fortalecer a governança da companhia. O trabalho de desenvolvimento da ferramenta GRC-AC está baseado em uma matriz global de 207 riscos de acesso ao SAP, identificada em conjunto pelas cinco maiores auditorias mundiais, que realizaram uma avaliação das vulnerabilidades existentes na utilização do SAP ECC.

Somados aos canais de Ouvidoria, Auditoria Interna e nas divulgações de informações com base na Lei de acesso à informação, tais ferramentas de gestão e controle reforçam o comprometimento da Liquigás com a transparência, a ética e conformidade em seus negócios.

Estratégia

Com base no Plano Estratégico 2030 da Petrobras foram estabelecidos os seguintes Direcionadores Estratégicos para a Liquigás:

  • Alcançar um posicionamento de liderança no mercado de GLP;
  • Inovar na distribuição e comercialização de GLP, ampliando o mercado;
  • Ampliar o papel da Liquigás na disseminação da marca Petrobras.

A Estratégia Corporativa da Liquigás possui como foco de desempenho o crescimento, a rentabilidade e a responsabilidade social e ambiental. A base de suporte à gestão é pautada pela busca da excelência em termos de operações, gestão, recursos humanos, custos, maximização das sinergias e atendimento a clientes.

A visão de futuro da Liquigás e as metas a serem alcançadas para conduzir os negócios da companhia estão expressas em dois documentos: o Plano Estratégico 2030 e o Plano de Negócios e Gestão 2014-2018. Devidamente aprovados pelo Conselho de Administração da companhia, têm como base cenários macroeconômicos, premissas e índices econômicos relativos ao ambiente de distribuição e comercialização de GLP.

O Plano Estratégico Liquigás 2030 considera os aspectos corporativos, comerciais, de suporte e gestão. Já o Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 (PNG) corresponde ao detalhamento econômico-financeiro dos resultados esperados (metas) para os próximos cinco anos e os recursos necessários para a implementação das diretrizes estratégicas definidas no plano. O PNG 2014-2018 prevê investimentos de R$ 650,3 milhões em diferentes áreas da companhia para suportar o crescimento das vendas e atingir a participação de 23,3% no mercado em 2018.

Estratégia Liquigás:

  Focos de desempenho  
crescimento rentabilidade responsabilidade social e ambiental


visão 2030
Ser a líder de mercado atuando de forma inovadora, visando a ampliação do mercado e a disseminação da imagem da marca Petrobras


estratégia corporativa
envasado granel
• Ampliar a liderança no mercado.
• Otimizar a cadeia de comercialização com foco no consumidor final.
• Agregar serviços correlatos à distribuição.
• Inovar na distribuição e comercialização do GLP ampliando o mercado.
• Crescer a participação de mercado.
• Desenvolver produtos e serviços diferenciados.
• Maximizar a venda de produtos e serviços de
maior valor agregado.
• Inovar na comercialização do GLP e correlatos
ampliando o mercado.
operações e logística financeira e serviços planejamento e marketing corporativo
• Atender às demandas de
produtos e serviços das áreas
comerciais com a melhoria
continua da qualidade
e ao menor custo.
• Inovar na produção, operação
e distribuição do GLP.
• Prover serviços e soluções
demandadas pela companhia
com agilidade, eficácia,
qualidade e ao menor custo.
• Buscar inovações que
contribuam para os
resultados da Companhia.
• Conduzir o planejamento da
Companhia visando garantir
o cumprimento da estratégia
de forma integrada.
• Buscar inovações e ferramentas
de planejamento e inteligência
que contribuam para
a competitividade
da Companhia.
• Atender às demandas
de marketing de forma
inovadora com agilidade,
eficácia e qualidade.
• Ampliar o papel da Liquigás
na disseminação da imagem
da marca Petrobras.
• Liderar a execução das
estratégias e da melhoria
da gestão da Companhia.
• Atuar na ampliação da
representatividade e do papel
institucional da Liquigás.
• Atuar como facilitador
na melhoria da gestão
de pessoas e demais
processos e demandas
por serviços corporativos.
• Conduzir os temas
estratégicos de interesse
da Liquigás perante
o Sistema Petrobras.


BASE DE SUPORTE DE GESTão
Excelência em Operações, Gestão, Recursos Humanos, Custos, Sinergias e no Atendimento a Clientes


Na visão de longo prazo da Liquigás são esperados os seguintes resultados para cada uma das áreas de negócios:

  • Envasado: ampliar a liderança no mercado; otimizar a cadeia de comercialização com foco no consumidor final; agregar serviços correlatos à distribuição e inovar na distribuição e comercialização do GLP ampliando o mercado.
  • Granel: crescer a participação de mercado; desenvolver produtos e serviços diferenciados; maximizar a venda de produtos e serviços de maior valor agregado e inovar na comercialização do GLP e correlatos ampliando o mercado.

Inovação

Desde que foi criada, há mais de 60 anos, a Liquigás busca frequentemente obter soluções inovadoras. Afinal é a inovação que permite conceber maneiras diferentes de aprimorar produtos, serviços, processos, modelos de negócio e assim se destacar no mercado.

Ao longo dos anos a Liquigás tem sido a pioneira na adoção de novas soluções para os sistemas de envase e de armazenamento. Os botijões de gás acompanharam as mudanças de hábitos da sociedade, como o tamanho das famílias e das residências. Ao modelo tradicional de botijão de 13kg se juntaram as versões de 8 e 5kg, que atendem às necessidades de pessoas que moram sozinhas, famílias pequenas e população de menor renda.

Outro produto que se diferencia é o LEV, botijão de polietileno de alta densidade, que se destaca por seu design inovador, pela leveza e modernidade. Este botijão traz também vantagens econômicas e ambientais, pois é de 20% a 30% mais leve do que o similar de aço, o que facilita o transporte, é mais durável, porque não corrói e não precisa ser pintado a cada vez que retorna à Liquigás para novo envase. O LEV se encontra em fase de testes.

Exemplos de diferenciação e investimento com foco no cliente da área de GLP Granel são produtos como o Purogas, gás propelente livre de impurezas para a indústria de aerossóis; e o Gás Natural Sintético, que incorpora alta tecnologia dando ao GLP as mesmas características de queima do gás natural. A companhia também oferece a seus clientes do seguimento Granel facilidades inovadoras como o “Skid Station”, central móvel de GLP, e o “Gas Station”, sistema móvel de reservatórios de GLP para reabastecimento de cilindros especiais.

A Liquigás lançou em 2014 o caminhão BI-VPG (Bi veículo pequeno granel) um veículo composto por dois tanques que transportam cargas separadamente para atender clientes que utilizam Purogas. Como o propelente é produzido sob medida para atender a necessidade de cada cliente, em diferentes proporções de propano e butano, só era possível otimizar as entregas para pedidos com a mesma proporção. Com o BI-VPG, em uma única saída de veículo podemos atender a duas diferentes proporções da mistura propano e butano, uma em cada tanque. Com isso, há redução dos custos de logística, gerando mais economia e agilidade para todos.

Outra novidade de 2014 foi o desenvolvimento do aplicativo mobile, que permite a compra de botijões a partir de smartphones e tablets. A fase de testes piloto do aplicativo será realizada no decorrer do primeiro semestre de 2015, com previsão para a disponibilização do aplicativo no segundo semestre deste mesmo ano.

Marca e ações de marketing

Um dos diferenciais competitivos da Liquigás é a força da sua marca que em 2014 foi mais uma vez apontada como a marca mais lembrada pela população no segmento de GLP, segundo estudo da Top of Mind, fato que se repete há vários anos.

A Liquigás considera que sua marca é um dos principais ativos que possui e zela permanentemente por sua reputação. A marca é um fator estratégico para a companhia. Todas as ações de comunicação, de relacionamento e de patrocínios visam divulgar sua marca, que é reconhecida pela qualidade e segurança de seus produtos e serviços, assim como pelo atendimento oferecido diariamente a milhões de brasileiros, o que aproxima cada vez mais o nome da Liquigás do consumidor.

Em virtude das comemorações dos 60 anos da fundação da Liquigás em 2013, foi desenvolvido o Projeto Memória para resgatar a história da companhia. Informações e recordações das diferentes fases da empresa foram coletadas por meio de depoimentos e da organização do acervo histórico. Este trabalho resultou em uma edição especial de 60 anos da Revista Liquigás, reunindo parte das histórias levantadas. Lançada no início de 2014, a revista registra conquistas importantes da companhia e as memórias de pessoas que ajudaram a construir a trajetória da Liquigás. A publicação foi distribuída para toda a força de trabalho, clientes, consumidores e todos os outros públicos de interesse.

Buscando sempre antecipar as demandas dos clientes, estreitar laços com revendedores e incrementar as vendas, a Liquigás conta com o Plano de Marketing Integrado Liquigás (Plano MIL). Instituído em 2012, o plano inclui diversos conjuntos de ações, desenvolvidas de forma integrada e contínua, para assegurar o crescimento dos negócios e ampliar a visibilidade da marca. O plano é elaborado para um período de dois anos, com revisões e atualizações anuais. Por meio dele a Liquigás estreita os laços com cada um de seus públicos-alvo, incrementa as vendas e fortalece a parceria com os revendedores autorizados. Este plano foi desenvolvido com base em três pilares estratégicos: identidade, preferência e fidelidade.

Algumas das ações previstas no Plano MIL, voltadas ao segmento envasado, são custeadas pela Liquigás e pelo Fundo de Marketing, idealizado para realizar ações de marketing de repercussão nacional e constituído por contribuições das revendas que aderem espontaneamente à participação nas ações planejadas anualmente.

Em 2014, a Liquigás realizou um road show para divulgar o Plano MIL passando por 14 cidades. Foram mais de 20 mil quilômetros rodados, contando com a presença de 840 revendas nos eventos. Esta edição do Plano MIL foi recordista em premiações, contemplando revendedores, suas equipes e consumidores.

Dentre as principais ações do ano estão:

Segmento envasado

Meu Botijão da Sorte – principal e maior promoção nacional do setor de GLP. Direcionada ao consumidor residencial e com grande sucesso nas duas primeiras edições, a promoção Meu Botijão da Sorte 3 foi lançada no segundo semestre de 2014. Os consumidores participaram de sorteios, pela internet, SMS, ou carta, concorrendo a seis casas no valor de R$ 150 mil cada e um prêmio de R$ 1 milhão. Desde que foi lançada, em 2012, a promoção Meu Botijão da Sorte já distribuiu R$ 5,9 milhões em prêmios.

Promoção Ligada no Brasil – ação promocional voltada ao consumidor residencial, desenvolvida pela terceira vez consecutiva com o objetivo de fidelizar e aumentar as vendas. Os clientes que adquiriram botijões para uso residencial concorreram a milhares de prêmios instantâneos e a sorteios de televisores. Foram mais de 602 mil cupons cadastrados gerando 10.100 prêmios instantâneos, além do sorteio de 300 televisões de 32 polegadas.

Desafio Liquigás: Nosso gás faz o futuro acontecer. Gente que cria as oportunidades e faz história com as próprias mãos – o programa de incentivo para estimular a padronização das revendas, a melhoria da gestão e dos resultados de revendedores e o desempenho das equipes das unidades operacionais e da força de vendas de envasado da companhia, cuja primeira versão ocorreu em 2012. É uma ação integrada da Liquigás e da sua rede de revendedores, que busca incrementar as vendas, melhorar a qualidade do atendimento e fidelizar clientes. As equipes são avaliadas com base em um check list que contempla diversos itens que fazem parte do índice GLP (Gestão, Liquidez e Padronização). As premiações são Liquigranas (moeda virtual para resgatar prêmios de livre escolha num catálogo) e viagens com acompanhante ao “Paraíso Liquigás”. Em 2014 o programa teve como principal pilar o bom atendimento.

Revista Mulher Brasileira – a publicação bimestral da Liquigás é distribuída gratuitamente pelos revendedores autorizados para os seus consumidores na compra de botijões. Trata-se de uma produção customizada com conteúdo e layout desenvolvido para atingir os principais consumidores de GLP: mulheres das classes C e D acima dos 25 anos. Com conteúdo voltado especificamente para o universo feminino, a revista aborda temas como beleza, moda, consumo, saúde, bem estar, dicas de economia, receitas, mundo virtual e uma série de assuntos que fazem parte do dia a dia da mulher brasileira. Em 2014 a revista atingiu o número de mais de 5 milhões de exemplares distribuídos para consumidores de todo o país desde o lançamento da sua 2ª edição, em maio de 2013.

Em relação às campanhas publicitárias, a programação de mídia, em 2014 foi maciça com mais de 800 inserções, entre outubro e dezembro, nos principais canais de TV aberta e fechada, com veiculação de dois filmes comerciais de 30 segundos. Houve ainda a divulgação em rádios, foram mais de duas mil inserções, divulgação em diversos portais e sites na internet além de anúncio em revistas e jornal. Houve, ainda, a divulgação da promoção via aplicativos no Facebook da Liquigás e no WhatsApp.

Segmento Granel

Desafio Liquigás Operação Granel – O programa de incentivo do granel tem como objetivo aumentar a carteira de clientes, oferecer produtos, serviços e atendimento diferenciados e gerar negócios mais rentáveis para a companhia. O programa entrega prêmios e viagens com acompanhante ao “Paraíso Liquigás”.

Os funcionários da área comercial, da área técnica e os motoristas de caminhão e ajudantes que prestam serviço para a área granel passaram por avaliações quantitativas e qualitativas, envolvendo os conceitos de lucratividade, preferência pela marca e trabalho em grupo. Já na avaliação quantitativa, são mensurados os resultados operacionais da equipe. Ao final da campanha houve a premiação especial com uma viagem ao evento “Paraíso Liquigás” para aqueles que tiveram melhor desempenho.

O Plano MIL ainda inclui a realização de campanhas publicitárias em mídia segmentada e a participação em feiras e eventos de todas as regiões do País, além do patrocínio de grandes eventos. Com essas ações, a Liquigás tem ampliado a divulgação de suas soluções para diversos tipos de indústrias, comércios, agronegócios e condomínios.

No decorrer do ano a Liquigás reforçou a visibilidade e a exposição de sua marca, por meio de patrocínios e participações em diversas feiras e eventos, incluindo:

Divulgação da Medição Individualizada

  • Pró-Síndico – ABC (São Paulo – SP).
  • 2º Congresso Norte-Nordeste de Gestão de Condomínios (Salvador – BA).
  • 21º Salão do Imóvel e Construfair (Florianópolis – SC).

Divulgação no Segmento Comercial

  • Fispal Food Service (São Paulo – SP).
  • Fispal Food Service Nordeste 2014 (Recife – PE).
  • Superminas Foodshow (Belo Horizonte – MG).
  • Brasil Sabor (Goiânia – GO).
  • 3º Congresso Brasileiro de Motéis – APAM (São Paulo – SP).
  • São Paulo Boat Show (São Paulo – SP).

Divulgação do Purogas

  • Feira FCE Cosmetique (São Paulo – SP).
  • 8ª Congresso Latino Americano de Aerossol (Buenos Aires – Argentina).
  • Encontro Anual ABAS (São Paulo – SP).
  • 27º Congresso Brasileiro de Cosmetologia (Goiânia – GO).

Eventos Técnicos

  • 27º World LP Gas Fórum e 29ª AIGLP: realizados em Miami, nos Estados Unidos, os eventos são considerados os principais do setor de GLP, tendo como tema principal ‘The Future Starts Now’ (O Futuro Começa Agora), contou com a participação de especialistas que debateram sobre a expansão do Gás LP no mundo, novos usos do Gás LP, a revolução do shale gas (gás de xisto) e as melhores práticas do setor. A Liquigás participou como palestrante.
  • Seminário Técnico sobre Gases Combustíveis: organizado pelo Comitê Brasileiro de Gases Combustíveis (ABNT/CB-09) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e realizado nas cidades de Salvador (BA), Goiânia (GO), Vitória (ES), Recife (PE) e em São Paulo (SP). Nos eventos, a Liquigás proferiu palestra sobre a norma NBR 15514 que trata dos critérios de segurança em área de armazenamento de recipientes transportáveis de GLP.
  • 5º Encontro Nacional de Gás LP (Enagás): organizado pelo Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de GLP (Sindigás), reuniu as principais lideranças do setor em Salvador - BA, contando com a presença de cerca de 400 profissionais da área. A Liquigás participou do talk show “Os líderes e os desafios no setor de Gás LP”, foi moderadora do debate sobre “A importância da alta capilaridade do setor para atender mais rápido o consumidor final” e debatedor do painel “Gerenciamento de pessoas: saiba reter talentos”.

Patrocínios

  • Fórmula Truck: pelo 8º ano consecutivo a Liquigás patrocinou o maior evento automobilístico do continente sul-americano, desenvolvendo ações de relacionamento com clientes das áreas comercial e institucional que foram convidados para o “Hospitality Center” da Petrobras Distribuidora. A companhia, assim, também reforçou a associação de sua marca ao Sistema Petrobras.
  • Copa do Brasil: pelo terceiro ano consecutivo a Liquigás patrocinou o campeonato juntamente com a Petrobras e a Petrobras Distribuidora. Em 2014 a Copa do Brasil teve a participação de 87 times e o time vencedor ganhou uma vaga para a Copa Libertadores.

Parcerias

Desde 2011 a Liquigás realiza parcerias com empresas para obter benefícios para a rede de revendas com o objetivo de conseguir negociações que o revendedor individualmente não conseguiria. Dada a importância de gerar esse benefício exclusivo para a Rede de Revendas Liquigás, em 2014 a companhia criou uma coordenação de desenvolvimento de parcerias com estrutura exclusivamente dedicada às receitas provenientes de parcerias e sampling. Tais parcerias – que incluem, por exemplo, revendedores de automóveis, operadoras de máquinas de cartão de crédito, fabricantes de uniformes e fabricantes de sistemas de gestão e rastreamento - já geraram economia de R$ 890 mil para as revendas.

A Liquigás possui acordo com o Instituto Riograndense do Arroz – Irga. Assinada em 2008, esta parceria tem como objetivo desenvolver a tecnologia utilizada na secagem de grãos.

Entre as diversas sinergias que a Liquigás possui com o Sistema Petrobras, a companhia mantém uma parceria com o Centro de Pesquisas da Petrobras – Cenpes. Atualmente está sendo conduzido um estudo que visa à melhoria da vaporização dos cilindros P190. Firmada em 2012, esta parceria, que já que passou por várias fases, está sendo revisada para se obter uma nova formatação para condução de estudos futuros.

Gestão de Risco

O acompanhamento e a gestão dos fatores de risco inerentes às atividades da companhia, são realizados através de processos e ações que visam mitigá-los. O modelo de gestão na Liquigás segue continuamente aprimorando suas práticas. A companhia está incluída no escopo do processo de avaliação em “nível de entidade” (entity level) da Petrobras, conforme definido pela legislação norte-americana – Lei Sarbanes-Oxley (SOX) e está sujeita às regras brasileiras estabelecidas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O mapeamento e mensuração dos riscos partem de análises conduzidas durante as reuniões dos Comitês e por ocasião das revisões periódicas do Planejamento Estratégico. Através deste processo de análise e revisão periódica, a Liquigás acompanha, gerencia e mantém sua exposição a riscos dentro dos limites aceitos.

Riscos Financeiros

Crédito e cobrança – a política de gestão da Liquigás estabelece as diretrizes e orientações em termos de crédito e cobrança a serem seguidas por todas as suas unidades, que são monitoradas pelo Comitê de Crédito e Cobrança. Os resultados positivos dessa gestão estão refletidos no baixo nível médio de inadimplência em 2014, que se manteve inferior ao limite estabelecido pela companhia para o ano.

Cambial – as receitas e as despesas da Liquigás são integralmente realizadas em moeda nacional. A companhia não tem endividamento atrelado a moedas estrangeiras e, portanto, não se utiliza de instrumentos financeiros derivativos para administração de risco cambial. Caso venha a ser identificada a necessidade de proteção em cenários adversos, a Administração pode se utilizar de operações de hedge para vir a proteger a solvência e a liquidez da Liquigás.

Risco Patrimonial

Para assegurar a proteção ao patrimônio, ao meio ambiente, à saúde ocupacional e aos direitos e responsabilidades contra eventuais perdas financeiras ocasionadas por sinistros, a Liquigás conta com uma gestão de seguros alinhada à Política e Diretrizes de Seguros da Petrobras. A contratação de seguros ou a realização do autosseguro é definida com base no Planejamento Estratégico, no Estatuto Social da companhia e nas orientações emanadas pela Petrobras, considerando ainda as melhores práticas de mercado, bem como as normas e legislações aplicáveis.

Todo o processo de inventário de bens em instalações próprias e em comodatos (instalações industriais, bens de uso interno e botijões) é padronizado, o que garante a adequação aos padrões de controle definidos.

Risco de Segurança

Tendo como objeto de negócios o engarrafamento, a distribuição e a comercialização de GLP e correlatos, produtos inflamáveis e explosivos, a gestão da segurança na Liquigás é aspecto essencial e segue regras rígidas no dia a dia das atividades. Como instrumento de prevenção de riscos com amplo alcance, a Liquigás conta com sua Política de Segurança Empresarial, que tem como objetivo promover a cultura de segurança de acordo com preceitos do Sistema Petrobras. A Política contribui para a manutenção da segurança em suas instalações, a proteção de ativos críticos e a sustentabilidade das operações.

O processo de gestão de segurança empresarial funciona como uma auditoria para avaliar itens de segurança das unidades, tais como: práticas de gestão, produtos e patrimônio, segurança da informação, organização para emergências, proteção do entorno, dentre outros itens inter-relacionados. Em 2014 foram avaliados os Centros Operativos de Passo Fundo – RS, Paulínia – SP, Betim – MG, Fortaleza – CE, Natal – RN e o Depósito de João Pessoa – PB.

Risco de Controle de Informações

Além de contar com equipamentos, sistemas informatizados de segurança, integração sistemática de informações e orientações técnicas, a Liquigás zela pelo sigilo de suas informações confidenciais a partir da realização de treinamentos e campanhas de conscientização de sua força de trabalho. Somam-se a tais ações preventivas também as ações corretivas, que envolvem intervenções e respostas rápidas a eventuais incidentes e/ou ameaças, investigações e, quando necessário, a aplicação de sanções.

A companhia exerce o controle de acesso às suas informações por meio de senhas, além de contar com o sistema de gestão integrado SAP, que contribui para preservar a integridade de tais informações. Todas as informações são armazenadas em base de dados residentes nos servidores localizados em data centers que contam com redundância e plano de contingência.

Risco de Conflito de Funções e Controles Compensatórios

Desde a aprovação pela Diretoria Executiva, em 2012, foram definidos alguns modelos para evitar riscos de conflitos de funções e a realização de controles compensatórios, como a Tabela de Classificação de Riscos de Funções, se estendendo para a Matriz de Riscos, e a Tabela de Controles Compensatórios. Tais mecanismos têm o objetivo de dar suporte à atividade de saneamento de perfis de acesso no SAP ECC, focando na eliminação de conflitos e na introdução de controles compensatórios, o que possibilita a evolução das regras de segregação de funções.

Desde então, melhorias nos controles de acesso foram alcançadas, culminando, em 2014, com a adoção do SAP GRC Access Control. Tal ferramenta tem o objetivo de controlar os acessos aos Sistemas SAP e Complementares (SATI, SPED, Agendamento, Central Online, Clientes Web, Generation, Mapa da Rede, Pilot, Populis, GKO Fretes, Portal de Negócios, SGC e Importação), além de propiciar um ambiente de monitoramento e análise do risco empresarial e das atividades de conformidade.

Ajustes operacionais ainda estão em curso, visando à plena aplicação do software e evolução das regras de segregação de funções.

Auditoria Interna

A Liquigás conta com uma auditoria interna subordinada diretamente ao Conselho de Administração, que realiza regularmente a avaliação dos principais processos de controle interno da companhia, com o objetivo de assegurar que as execuções de tais processos estejam em conformidade com as diretrizes definidas pela Alta Administração, os padrões divulgados no Sistema Integrado de Padronização Eletrônica da Petrobras (Sinpep) e a legislação vigente.

As avaliações são executadas com o suporte de uma ferramenta informatizada e desenvolvem-se em duas formas distintas:

  • Auditoria de Processos – baseada na avaliação de riscos e controles, adota metodologia que abrange todos os aspectos relevantes de um processo de negócio ou de tecnologia da informação. Visa não só ao apontamento de riscos e desvios, como também à melhoria operacional, maior eficiência e economia.
  • Autoavaliação de Controles, Autoauditoria ou CSA (Control Self Assessment) – avaliação contínua dos processos de controle interno praticados nas Unidades Operacionais, que contempla a identificação dos riscos e os planos de ação para sua mitigação, buscando o fortalecimento das atividades de controle interno.

O Plano Anual de Atividades de Auditoria Interna (Paint) é aprovado pelo Conselho de Administração e define a agenda de trabalho da auditoria interna, cujos processos obedecem aos seguintes critérios:

  • Materialidade – montante dos recursos financeiros alocados em um específico ponto de controle (sistema ou processo);
  • Relevância – importância que o sistema de controle a ser auditado tem nas atividades da companhia;
  • Criticidade – situações críticas efetivas ou potenciais em pontos de controle.

O resultado dos trabalhos é formalizado em relatórios específicos que são encaminhados para conhecimento da Presidência, Diretoria relacionada, Gerência de 1º nível relacionada, Diretoria Executiva, Conselho de Administração, Conselho Fiscal e Controladoria Geral da União (CGU).

Tecnologia de Informação (TI)

Para dar suporte ao negócio e ao crescimento de market share previsto para os próximos anos no Plano de Negócios e Gestão da Liquigás, a companhia vem investindo na constante evolução de seus sistemas de segurança e de gestão. Em 2014, os aportes na área de Tecnologia da Informação (TI) somaram R$ 7,7 milhões e foram destinados à modernização e ampliação da infraestrutura tecnológica, permitindo o desenvolvimento de melhores soluções para o atendimento aos requisitos das operações, gestão dos negócios, padrões de governança e de compliance. Dentre os investimentos, destacam-se as aquisições de dispositivos para o faturamento móvel, compostos de coletores de dados, impressoras e acessórios; solução de armazenamento (storage), com capacidade bruta de 180TB (Terabytes); e switches para atualização da rede de dados. Foi ainda instalado um servidor RISC e storage de 20TB para a estruturação de site de contingência, em atendimento aos requisitos de controle previsto na Lei Sarbanes-Oxley (SOX).

Em termos de sistemas, foram desenvolvidos importantes projetos buscando a crescente agilidade, confiabilidade e segurança da informação, com a adoção de ferramentas, como:

Sistema SAP HANA (High-Performance Analytics Appliance): ferramenta de banco de dados capaz de processar e analisar grandes volumes de informações complexas instantaneamente, permitindo agilizar as decisões de negócios. O SAP HANA se integra ao SAP ERP, sistema integrado de gestão empresarial (ERP – Enterprise Resource Planning) utilizado pela Liquigás.

Por meio de um conjunto abrangente de módulos interconectados, esta ferramenta suporta atividades e processos de negócios tais como: finanças, recursos humanos, compras, produção, vendas e distribuição, entre outros.

GRC-AC (Governance, Risk and Compliance – Access Control): ferramenta de controle de acessos do SAP ECC, que tem como principal objetivo mitigar os riscos decorrentes do acesso, pelo mesmo usuário, de funções conflitantes. Com isso, previne acessos não autorizados e contribui para aumentar a colaboração entre as áreas de negócios, reforçando a gestão dos processos e a cultura interna de controle de riscos.

Deep Security: software para redução de vulnerabilidade dos sistemas operacionais e aplicações, contribuindo para mitigar os riscos, ampliar o controle da informação e, assim, fortalecer o modelo de governança corporativa da companhia.

Solução para atender à obrigatoriedade de emissão do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e): a companhia disponibilizou para uso em todas as suas unidades uma ferramenta desenvolvida internamente para atender à obrigatoriedade de emissão do MDF-e.

Projeto Upgrade Notes: visa alinhar a versão do programa de gestão de emails utilizado pela Liquigás com a da Petrobras. Essa ação faz parte dos esforços que estão sendo empreendidos na busca de sinergias entre as duas empresas. Com interface gráfica mais moderna e intuitiva, a nova versão possibilita o cancelamento de mensagem enviada e otimização do espaço utilizado pelos anexos nas caixas postais.